Voluntariado Local | Mentores/as de participantes SVE (Serviço Voluntário Europeu) | a partir de maio 2018 | Candidaturas até 20 abril

Temos 4 vagas para mentores de voluntários do Serviço Voluntário Europeu que chegam a Portugal em maio 2018! 

  • O quê: Serviço Voluntário Europeu
  • Onde: Lisboa, Portugal
  • Quando: maio 2018 – abril 2019
  • Candidaturas: até 20 abril 2018
  • Vagas: 4 participantes

O que é ser  Mentor/a?
O/a mentor/a é a pessoa que auxilia o/a voluntário/a do SVE (Serviço Voluntário Europeu) no período compreendido entre a sua chegada e a sua partida, é portanto um compromisso a longo prazo e de responsabilidade. É um/a agente facilitador/a do seu processo de aprendizagem. Reúne regularmente com o/a voluntário/a de modo a lhe prestar auxílio pessoal e a integrá-lo/a na comunidade local. O/a mentor/a tem o papel de ajudar o/a voluntário/a na sua avaliação final do projeto e guiá-lo/a na elaboração do Youth Pass (Passe Jovem). O/a mentor/a é definido/a como um conselheiro/a confiável ou guia.

Requisitos necessários para se ser mentor/a no CLUBE

  • Ter pelo menos 23 anos
  • Saber comunicar em inglês
  • Viver na região de Lisboa e conhecer as suas realidades
  • Ter motivação e sentido de responsabilidade
  • Deter boas capacidades de comunicação e de relação com o/a outro/a
  • Ter disponibilidade para acompanhar os/as voluntários/as durante o seu período de voluntariado em Portugal (12 meses) a partir de maio de 2018
  • Ter a disponibilidade para se reunir com os/as voluntários/as numa frequência a combinar durante o período de voluntariado
  • Ter vontade e entusiasmo para fazer parte de uma experiência intercultural e num processo de aprendizagem
  • Não possuir qualquer ligação com o Clube Intercultural Europeu (ou seja, não pertencer nem à equipa de trabalho nem à direção), de modo a manter o carácter independente do suporte aos/às voluntários/as.

Identificas-te com esta vaga? Então junta-te ao Clube Intercultural Europeu e envia CV e uma carta de motivação para nuno.wemans.clube@gmail.com até dia 20 de abril.

Mais informações?
nuno.wemans.clube@gmail.com
213 140 073

Timeline do recrutamento:
– 26 março a 20 abril – receção de candidaturas
– até 25 abril – entrevistas
– 25 a 29 – formação de mentores (um dia a definir)
– 1 maio 2018 a 30 abril 2019 – voluntariado

Funções detalhadas de um/a mentor/a
Apoio
O/a mentor/a deve apoiar o/a voluntário/a em diferentes áreas, quer seja no auxílio pessoal, trabalho ou integração na comunidade local. Deve oferecer um apoio emocional forte em todos os momentos, criando uma base de apoio sólida ao/à voluntário/a, o que facilitará alcançar-se os objetivos propostos.

Ouvir
Uma das aptidões primárias de um bom/boa mentor/a é a sua capacidade de ouvir. Num momento de orientação é de extrema importância, embora seja um dever muitas vezes esquecido. Todas as pessoas têm os seus problemas, medos, esperanças e pensamentos. A capacidade de um/a mentor/a ouvir sem fazer um julgamento pode permitir trazer à superfície alguns receios que até então não eram detetados.

Comunicar
O facto do/a voluntário/a se encontrar longe da sua zona de conforto, numa fase de integração a uma nova realidade leva a que a comunicação deva ser aberta e honesta por parte do mentor. O segredo é aprender o mais possível sobre a pessoa (gostos pessoais, objetivos, medos, etc.), de modo a que a comunicação flua livremente sem barreiras, numa linguagem a que o voluntário realmente entenda. Assim, se surgir algum momento de fraqueza por parte do/a voluntário/a, a abordagem do/a mentor/a será mais suave e melhor compreendida.

Aconselhar
Um dos deveres do/a mentor/a é auxiliar o/a voluntário/a a definir ou a clarificar metas e aconselhar quais as melhores formas de as alcançar. Este é o momento perfeito para elevar a autoestima do/a voluntário/a e reforçar positivamente todo o seu desempenho nas diferentes áreas. Reflete cuidadosamente antes de dar o teu conselho.

Momento “One to One”
Embora se viva numa era onde os telemóveis, emails e redes sociais são grandes meios de comunicação, o/a mentor/a deve proporcionar momentos com o/a voluntário/a de modo a cimentar o seu papel como orientador/a. O passar algum tempo sozinhos/as irá adicionar um toque pessoal e levar a que o/a voluntário/a realmente confie no/a mentor/a pois este/a demonstra que realmente se preocupa com ele/a.

O que oferecemos

  • Experiência que dará a conhecer novas realidades e novas pessoas, ajudando os/as voluntários/as a integrarem-se, a nível pessoal, em Lisboa e em Portugal e a aproveitar ao máximo a sua experiência SVE
  • Grande oportunidade de aprendizagem intercultural
  • Uma formação sobre o que é ser mentor/a SVE
  • Uma contextualização detalhada do projeto antes da chegada dos/as voluntários/as

Deveres do/a Mentor/a

  • Participar nas iniciativas formativas do programa  
  • Guardar sigilo face a aspetos da vida privada dos/as voluntários/as  
  • Observar os princípios orientadores que regulam o projeto  
  • Atuar de forma ativa e solidária
  • Colaborar com os/as colaboradores/as do Clube Intercultural Europeu respeitando as linhas técnicas orientadoras  
  • Garantir a regularidade da prática do trabalho de mentoria, de acordo com o ajuste definido com o voluntário/a
  • Comunicar todas as ocorrências anormais ao regular desenvolvimento do projeto
  • Assinar um acordo de voluntariado.  

Mais sobre o SVE

Conhece mais sobre o Serviço Europeu de Voluntariado nestes links: https://europa.eu/youth/eu/volunteering/european-voluntary-service_pt
https://europa.eu/youth/eu/article/46/885_pt